Anatomia Clínica - Faculdade de Medicina do Porto
Considerações gerais Equipa docente Plano curricular Investigação Intranet
Plano curricular / Avaliação


OBJECTIVOS

A avaliação tem como objectivos:

  1. verificar, ao longo do processo de ensino/aprendizagem, se cada estudante está ou não a aprender e em que medida a aprendizagem se está a realizar.


  2. verificar, no fim do processo de ensino/aprendizagem, se cada estudante aprendeu ou não o que se tinha em vista e em que medida é que esse processo ocorreu.
A avaliação ao longo do processo - designada "avaliação contínua" - é utilizada para que maior número de estudantes venham a atingir os objectivos finais segundo as suas possibilidades. Permite identificar precocemente insuficiências - e resolvê-las atempadamente - e aptidões que possam ser desenvolvidas. Este tipo de avaliação será efectuada por avaliação contínua informal (formativa). Da avaliação contínua da aprendizagem decorre necessariamente a avaliação do ensino. Este tipo de avaliação constitui o instrumento indispensável ao serviço da qualidade e será tanto mais eficaz quanto mais apurado for o sentido de responsabilidade dos participantes no processo (docentes e discentes).

A avaliação do processo - "avaliação final" - é necessária a fim de verificar se os objectivos foram atingidos e assegurar a aquisição do nível de conhecimentos necessários como suporte indispensável da aprendizagem a efectuar em disciplinas ulteriores. Neste âmbito, é necessário avaliar quem está e quem não está apto a adquirir os conhecimentos que se seguem.

Topo
  1. AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM


    1. Avaliação contínua informal

    2. É a apreciação feita pelo(s) docente(s) de cada turma ao comportamento de cada um dos respectivos alunos, relativamente aos objectivos educacionais definidos para a disciplina. Feita periodicamente (antes das Férias da Páscoa e no Final do Programa), com uma grelha para cada estudante, constitui a avaliação contínua propriamente dita. Neste processo os estudantes são informados pelos docentes da apreciação que estes vão fazendo deles.

    3. Avaliação final

    4. A Avaliação Final é efectuada no período destinado pelo Conselho Pedagógico e consiste numa prova prática e numa prova teórica.

      1. Prova prática

      2. De tipo "gincana" consiste na identificação de 40 estruturas em peças de anatomia seccional, em desenhos e/ou fotografias, e em documentos de imagiologia.
        A classificação é efectuada do seguinte modo:
        1. menos de 30 respostas certas, exclusão.
        2. 30 respostas certas, 10 valores.
        3. mais de 30 respostas certas, 1 valor adicional por cada uma.

        Só os estudantes que obtiverem aprovação na prova prática são admitidos à realização da prova teórica.

      3. Prova teórica

      4. A prova teórica - escrita - realiza-se após a prova prática, para os estudantes que nesta tenham obtido aprovação. Consta de uma série de questões (de diversas modalidades) efectuadas em grande maioria com base em casos clínicos.
        Serão reprovados os alunos com menos de 9,5 valores.


    5. Classificação Final

    6. A classificação final é obtida do seguinte modo:

      CF = 2AC + 4P + 14T
      20

      CF: Classificação final.
      AC: Avaliação contínua.
      P: Classificação da prova prática.
      T: Classificação da prova teórica.
Topo
  1. AVALIAÇÃO DO ENSINO


  2. É feita pelos estudantes que frequentam regularmente a disciplina pelo preenchimento, no final do ano lectivo, de um inquérito respeitante a todos os tipos de actividades de ensino/aprendizagem desenvolvidas na disciplina.

    A avaliação do ensino tem tido importância crucial para a introdução de modificações e de melhoramentos no programa da disciplina. Para isso a colaboração séria e crítica dos estudantes é factor essencial no desenvolvimento deste programa que se pretende cada vez de maior qualidade.



Última actualização 04-01-2005
Objectivos
Avaliação da aprendizagem
Avaliação do ensino
Criação e desenvolvimento - SBIM

Faculdade de Medicina da Universidade do Porto